WSL divulga calendários regionais

Palco do Oi Hang Loose Pro Contest em Fernando de Noronha (Foto: Daniel Smorigo / WSL via Getty Images)

World Surf League divulga os calendários regionais do Qualifying Series, Junior e Longboard de 2021

A World Surf League (WSL) está divulgando nesta terça-feira, o calendário dos eventos do Qualifying Series (QS) e das categorias Junior e Longboard previstas para 2021, que serão promovidos pelos seus sete escritórios regionais no mundo. Acesse o calendário completo no Worldsurfleague.com/events.

A WSL já havia anunciado a implantação de um novo formato em 2021, com temporadas distintas entre o QS (eventos regionais qualificatórios para o CS), o Challenger Series (que vai decidir a classificação para o CT) e o Championship Tour (com os melhores surfistas do mundo competindo pelo título mundial). A nova estrutura visa proporcionar um novo caminho, mais simplificado e acessível, permitindo que os atletas desenvolvam suas carreiras profissionais mais perto de casa, sem os altos custos financeiros das viagens internacionais.

Publicidade

Os surfistas competirão primeiro em seu circuito regional QS, entre janeiro e julho, buscando a classificação para competir nas etapas do Challenger Series, que acontecerão na segunda metade do ano, de agosto a dezembro. Isto poderá reduzir a pressão econômica sobre os atletas e seus patrocinadores, além de oferecer mais oportunidades para o surgimento de novos talentos locais em cada região. Os rankings do Challenger Series indicarão as doze vagas para os homens e as seis mulheres para disputar o CT no ano seguinte.

Ivan Martinho no pódio do Oi hang Loose Pro Contest (Foto: Daniel Smorigo / WSL via Getty Images)

“Estamos certos de que o novo formato trará ainda mais oportunidades para os atletas da região mostrarem seus talentos e aumentar as chances de alcançar a elite do surf mundial. Com o novo calendário, levarmos uma frequência ainda maior de eventos durante todo o ano para os fãs do esporte”, disse Ivan Martinho, CEO da WSL Latin America.

WSL LATIN AMERICA – Cada um dos sete escritórios regionais da World Surf League, vai indicar um determinado número de surfistas para disputar o Challenger Series em suas etapas do QS. A WSL Latin America classificará os dez primeiros do ranking masculino e as cinco melhores do feminino. Em 2021, excepcionalmente, os atletas poderão utilizar os pontos conquistados nos eventos do QS realizados até março de 2020, antes dos Circuitos Mundiais serem cancelados pela pandemia do Covid-19.

Os top-10 do QS 2020 e as top-6 do feminino, já estão garantidos no Challenger Series em 2021 e dessa lista fazem parte o brasileiro Wiggolly Dantas, que ficou em sexto no ranking, e o peruano Alonso Correa, nono colocado. Os melhores resultados ainda poderão ser computados nos rankings regionais, três na categoria masculina e dois na feminina.

Com isso, a temporada 2021 da WSL Latin America começará com o paulista Wiggolly Dantas e a campeã sul-americana de 2019, Daniella Rosas, na liderança. O brasileiro venceu o QS 5000 Volcom Pipeline Pro no Havaí em fevereiro, enquanto a peruana competiu nas três provas da “perna australiana” e estava em 36.o lugar na classificação geral das onze etapas do QS feminino, disputadas até março deste ano.

Wiggoly Dantas vencendo o QS 5000 de Pipeline no Havaí (Foto: Tony Heff / WSL via Getty Images)

Na categoria Junior (Sub-18), o formato não sofreu alterações, com os eventos regionais podendo ser marcados de janeiro a dezembro, para definir os classificados para disputar os títulos mundiais no WSL World Junior Championships, que acontecerá em dezembro de 2021 em Taiwan. Já a modalidade Longboard terá um circuito de três etapas nos Estados Unidos para determinar os campeões mundiais de 2021. Uma em Long Island, Nova York, com as outras duas na Califórnia, no Surf Ranch em Lemoore e em Malibu.

 

Acesse o calendário completo de 2021 no Worldsurfleague.com/events

PROTOCOLOS COVID-19

A WSL tem colaborado extensivamente com funcionários de saúde pública, especialistas médicos, bem como agências governamentais locais, para criar Planos de Segurança COVID completos para a próxima temporada. Os protocolos foram elaborados para garantir a saúde e segurança dos atletas, funcionários e comunidades locais. Eles serão aplicados em todos os eventos, de acordo com os procedimentos de saúde e segurança da WSL, desenvolvidos com base nas diretrizes estabelecidas pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Organização Mundial da Saúde e as melhores práticas emergentes estabelecidas por outras ligas esportivas. Esses procedimentos serão aplicados em todos os atletas e funcionários essenciais permitidos, com testes regulares para Covid, medidas rígidas de distanciamento físico e verificações de temperatura, além de limitar ao máximo a presença de público.

O CAMINHO PARA O WSL FINALS

A temporada 2021 dos Circuitos Regionais será iniciada em janeiro, mas o caminho para a decisão dos títulos mundiais no WSL Finals já começa em dezembro deste ano no Havaí. As mulheres competem primeiro, no Maui Pro apresentado pela ROXY em Honolua Bay, de 4 a 15 de dezembro na ilha de Maui. Já a primeira etapa dos homens, o Billabong Pipe Masters apresentado pela Hydro Flask, acontece entre os dias 8 e 20 de dezembro no North Shore de Oahu. Acompanhe as transmissões ao vivo pelo Worldsurfleague.com.

———————————————————–

WSL Global Communications:

Amy Denman – adenman@worldsurfleague.com

Chloe Kojima – ckojima@worldsurfleague.com

———————————————————–

João Carvalho – jcarvalho@worldsurfleague.com

WSL Latin America Media Manager

Felipe Marcondes – fmarcondes@worldsurfleague.com

WSL Latin America Senior Manager, Content & Marketing


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE 
A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo.

A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte.

A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Para mais informações, visite WorldSurfLeague.com