Jadson André ajuda comunidade em Natal

Surfista potiguar demonstra preocupação com situação dos moradores da Vila de Ponta Negra, em Natal, e lembra coincidência com data dos 10 anos de conquista de etapa do WCT

Jadson André viveu uma emoção diferente na tarde de quarta-feira, que, por coincidência, é o dia em que completou 10 anos do título da etapa brasileira do Circuito Mundial de surfe, com uma vitória marcante sobre Kelly Slater, em Imbituba. O surfista saiu às ruas da Vila de Ponta Negra, comunidade onde cresceu em Natal, e fez a doação de cestas básicas para famílias carentes que sofrem com as consequências da pandemia do novo coronavírus.
– Tive uma mistura de sentimentos. Fiquei feliz por ajudar quem precisa e muito triste de ver as pessoas chorando por estar recebendo uma simples cesta básica. Chegando em casa, vejo uma mensagem de um amigo dizendo que hoje (29 de abril) faz dez anos da minha vitória no WCT – postou em uma rede social.
– Daí você deve estar perguntando: ‘O que tem a ver uma coisa com a outra?’ É que exatamente através do surfe que eu estou tendo oportunidade de ajudar ao próximo – completou.
Jadson André é criado na comunidade da Vila de Ponta Negra, em Natal — Foto: Divulgação

Jadson André é criado na comunidade da Vila de Ponta Negra, em Natal — Foto: Divulgação

As cestas básicas foram compradas com parte do dinheiro arrecadado na venda da rifa de uma prancha, ideia do surfista para ajudar os comerciantes e pescadores da comunidade, que sofre com o impacto causado pelas restrições do isolamento social. Em vídeos postados no seu perfil no Instagram, Jadson não escondeu a emoção e a preocupação com a situação dos moradores da Vila de Ponta Negra.
Publicidade

– Eu só sei que, depois de finalizar as entregas, passei horas e horas chorando, orando e agradecendo a Deus pela oportunidade e pedindo que ele possa abençoar aquelas pessoas cada vez mais – falou.

A rifa da prancha continua aberta e cada bilhete da rifa é vendido a R$ 25 reais.

Memória

Em 29 de abril de 2010, Jadson André, então com 20 anos, venceu o americano Kelly Slater na final da etapa de Imbituba do Circuito Mundial. Na época, Slater já tinha nove títulos mundiais – no total, tem 11. Aquela decisão foi bastante equilibrada e o surfista potiguar levou a melhor com 14,40 pontos contra 14,00.

Jadson André no topo do pódio de Imbituba, em 2010 — Foto: Divulgação

Jadson André no topo do pódio de Imbituba, em 2010 — Foto: Divulgação

 Jadson André se emociona após doar cestas básicas na comunidade onde cresceu

Jadson André viveu uma emoção diferente na tarde de quarta-feira, que, por coincidência, é o dia em que completou 10 anos do título da etapa brasileira do Circuito Mundial de surfe, com uma vitória marcante sobre Kelly Slater, em Imbituba. O surfista saiu às ruas da Vila de Ponta Negra, comunidade onde cresceu em Natal, e fez a doação de cestas básicas para famílias carentes que sofrem com as consequências da pandemia do novo coronavírus.

Por GloboEsporte.com