Início adiado no Havaí

Troféus do Maui Pro apresentado pela Roxy (Foto: Keoki Saguibo / WSL via Getty Images)

Início do Maui Pro apresentado pela Roxy é adiado no Havaí

By WSL Latin America 

O início do Maui Pro apresentado pela Roxy foi adiado na sexta-feira, para as 7h30 do sábado no Havaí, 14h30 no fuso de Brasília. O primeiro dia amanheceu com ondas pequenas em Honolua Bay, para dar a largada na disputa pelo título mundial feminino do World Surf League Championship Tour. A etapa que abre a temporada 2021, ainda tem prazo até 15 de dezembro para ser encerrada na ilha de Maui e será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e pelo canal ESPN no Brasil.

Publicidade

 

“Estamos vendo que neste período de espera haverá um aumento significativo das ondas em alguns dias aqui em Honolua Bay, então estamos muito animadas com essa previsão”, disse Jessy Miley-Dyer, vice-presidente de circuitos e competições da WSL. “Esperamos conseguir ótimas ondas com esse swell (ondulação), mas por hoje (sexta-feira) vamos ficar de folga. A próxima chamada será amanhã (sábado) de manhã, às 7h30 (14h30 no Brasil)”.

Durante a reunião da comissão técnica da World Surf League na sexta-feira, um arco-íris duplo se estendeu pela baía de Honolua. Os organizadores do Maui Pro apresentado pela Roxy, interpretaram como um bom sinal para o que está por vir nos próximos dias. “O arco-íris está aqui já no primeiro dia. Não tivemos ondas, mas esse espetáculo é definitivamente um bônus, uma pequena benção para nós”, enalteceu Jessy Miley-Dier.

A sexta-feira foi mais um dia de expectativa para as surfistas que aguardam para competir depois de quase 1 ano, já que a temporada 2020 do World Surf League Championship Tour acabou sendo cancelada pela pandemia do Covid-19. Todas iniciam a corrida do título mundial em igualdade de condições e vão buscar os primeiros pontos no ranking no mesmo palco onde se enfrentaram pela última vez, em Honolua Bay.

A única brasileira entre as dezessete concorrentes ao título mundial de 2021 é a gaúcha Tatiana Weston-Webb, que desde criança mora na ilha de Maui. A cearense Silvana Lima perdeu sua vaga na elite em 2019, mas as duas estarão juntas representando o Brasil esse ano novamente, na estreia do surfe como esporte olímpico nos Jogos de Tóquio, no Japão.

A COMPETIÇÃO – Tatiana foi escalada para fechar a primeira fase do Maui Pro apresentado pela Roxy e suas primeiras adversárias são as norte-americanas Courtney Conlogue e Sage Erickson. Nesta rodada inicial, as duas primeiras colocadas avançam direto para a terceira fase. As que ficarem em último, terão uma segunda chance em outra rodada de confrontos formados por três competidoras, passando as duas primeiras de cada.

WSL CT FANTASY – Com a adiamento, os fãs do surfe mundial ganham mais um dia para escalar ou rever seus times no jogo oficial do WSL CT Fantasy, que está apresentando várias novidades este ano. Se você ainda não se cadastrou, registre-se agora para entrar no jogo da temporada 2021 do World Surf League Championship Tour. Veja os novos recursos:

– Escolha equipes combinadas: os circuitos masculino e feminino agora estão integrados em um único jogo e você vai escolher os homens e mulheres para cada evento. A estrutura com as duas categorias simplifica a interface do usuário e oferece mais opções de combinação de surfistas aos jogadores, promovendo confrontos cruzados entre as ligas.

– Mudar atletas durante o evento: a relação dos surfistas não será mais bloqueada no início dos eventos. Você poderá mudar sua equipe até o final da rodada eliminatória.

– Marque mais pontos com seu surfista “power”: você agora vai escolher para cada evento um homem e uma mulher para serem o “power surfer”. Quem for escolhido, irá computar o dobro dos pontos conquistados. Este recurso permitirá que você ganhe vantagem com um surfista específico, oferecendo maior diferença entre equipes com escalações semelhantes.

Os jogadores já podem se registrar agora no fantasy.worldsurfleague.com ou no aplicativo da WSL.

COVID-19 – A World Surf League trabalhou em colaboração com especialistas da área médica e dos governos estadual e municipal, para garantir que o Maui Pro apresentado pela Roxy seja seguro para as atletas, funcionários e comunidade local, em relação à proteção do Covid-19. Para evitar aglomerações, haverá controle de público na praia e o evento será realizado como uma produção de filme para a transmissão ao vivo. O protocolo desenvolvido pela WSL e já usado com sucesso nos eventos do WSL Countdown esse ano, terá aplicação de testes Covid-19 nos atletas, seus acompanhantes e funcionários, com verificações diárias de temperatura, medidas de distanciamento social, desinfecção frequente em áreas comuns e com pessoal mínimo no local. Esses padrões foram desenvolvidos com base nas diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS), dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e serão utilizados em todos os eventos da WSL.

O prazo de realização do Maui Pro apresentado pela Roxy começou nesta sexta-feira e vai até o dia 15 de dezembro. A competição será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e no aplicativo da WSL, além da ESPN no Brasil e pelo Spectrum Surf Channel no Havaí.

PRIMEIRA FASE DO MAUI PRO APRESENTADO PELA ROXY:
1.a: Lakey Peterson (EUA), Nikki Van Dijk (AUS), Keely Andrew (AUS)
2.a: Caroline Marks (EUA), Isabella Nichols (AUS), Tyler Wright (AUS)
3.a: Carissa Moore (HAV), Bronte Macaulay (AUS), Bettylou Sakura Johnson (HAV)
4.a: Stephanie Gilmore (AUS), Malia Manuel (HAV), Macy Callaghan (AUS)
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Johanne Defay (FRA), Brisa Hennessy (CRI)
6.a: Tatiana Weston-Webb (BRA), Courtney Conlogue (EUA), Sage Erickson (EUA)

———————————————————–

WSL Global Communications:

Chloe Kojima – ckojima@worldsurfleague.com

Amy Denman – adenman@worldsurfleague.com

———————————————————–

João Carvalho – jcarvalho@worldsurfleague.com

WSL Latin America Media Manager

Felipe Marcondes – fmarcondes@worldsurfleague.com

WSL Latin America Senior Manager, Content & Marketing


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE 
A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo.

A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte.

A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Para mais informações, visite WorldSurfLeague.com