Igor Amorelli usa GP Extreme Penha como base para Mundial de Kona

Triatleta catarinense fará simulado de prova durante a terceira etapa do GP Extreme, que será realizada nesse domingo (17), em Penha – Fotos: Romulo Cruz/The Pursuit

Faltando pouco menos de um mês para o Campeonato Mundial de Ironman, realizado todos os anos em Kona, no Havaí, sempre no segundo sábado de outubro, a preparação do triatleta Igor Amorelli segue em ritmo alucinante para o principal compromisso da temporada.

Publicidade

Aproveitando a fase intensa de treinos, o catarinense fará nesse final de semana um simulado de prova no GP Extreme Penha, prova que acontece no domingo (17), a partir das 7h15, com largada na Praia de Armação do Itapocorói.

O GP Extreme Penha tem como distâncias 1000m de natação, 100 km de ciclismo e 10 km de corrida, sendo uma das provas de triathlon mais duras do país. No entanto, por estar em um período de treinos mais direcionado para Kona, Igor fará ainda mais. Serão os mesmos 1000m de natação, largando com os demais atletas, mas pedalando 140 km e correndo 28 km.

“Eu vou conseguir simular bem a prova. É uma oportunidade muito boa de fazer um treino bem específico ainda mais contando com a estrutura do GP Extreme. Fazer a simulação com estrada fechada, postos de hidratação, boias no mar, enfim, tudo que tem em uma prova oficial, é perfeito para a situação. Será um ponto importante dentro da preparação para o Mundial no Havaí”, explica Igor.

Mesmo sendo um simulado, Igor afirma que a intensidade será forte. “Eu vou fazer força, mais do que em um treino normal, já que é uma simulação dura. É ótimo chegar perto do que faremos em Kona, mas preciso ter consciência também que preciso ter uma boa recuperação para as próximas semanas de treinamento”, acrescenta.

Como é característico dentro dos eventos do GP Extreme, Igor acredita que o ciclismo será um ponto muito importante, mas ressalta também a corrida dentro do simulado. “O ciclismo será bem exigente, mas a corrida, ainda mais no meu caso que são 28 quilômetros, vai ser bem forte. Para o pessoal que vai encarar os 1000/100/10 o ciclismo vai ser o ponto determinante na prova, especialmente se ventar, pois aí vai ser bem duro”, encerra.

Sobre o GP Extreme Penha:
A segunda edição do GP Extreme Penha faz parte do calendário de quatro provas da série no ano de 2017. Após passar por São Carlos (SP) e João Pessoa (PB), a cidade catarinense sedia a terceira etapa do ano nos dias 16 e 17 de setembro, enquanto o último evento da temporada será realizado novamente em São Carlos, no mês de outubro. Os 1000m de natação acontecem na Praia Armação do Itapocorói, enquanto os 100 km de ciclismo são feitos em oito voltas no circuito entre a TransBeto e a SC-414 e a corrida em duas voltas na Avenida Antônio Joaquim Tavares e Av. Itapocorói, ambas margeando a Praia da Armação.

Sobre o GP Extreme:
Realizado desde 2010, em São Carlos (SP) pela SB5 Eventos, o GP Extreme ganhou força para a temporada 2017 com a inclusão de novas provas percorrendo as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país. Além de passar pelo interior paulista, as cidades de João Pessoa (PB) e Penha (SC) fazem parte do calendário de provas, consolidando o circuito como um dos principais do país, com formato único, que inclui 1.000m de natação, 100km de ciclismo e 10km de corrida.

Programação:

Domingo – 17 de Setembro de 2017

GP Extreme
Entrada Transição das 5h:45 às 6h:55
Largada 7h:15
EXPO GP – 9horas / 15horas

Retrospecto de Igor Amorelli na temporada 2017:
Ironman 70.3 Buenos Aires – (12 de março) – 3º colocado
Ironman 70.3 Oceanside (01º de abril) – Não completou
Ironman 70.3 Palmas (23 de abril) – Campeão
Ironman Florianópolis (28 de maio) – 3º colocado
Ironman 70.3 Equador (30 de julho) – Não completou

Igor Amorelli conta com os patrocínios da CPH Brasil, Mizuno, Red Bull, Woom e Argon18 e com o apoio da Oakley, Zipp, XTerra Wetsuites e CeramicaSpeed.

Informações para imprensa:
Danilo Caboclo – danilo@gruposix.com.br – 48 9.9177-8099