Tradição e muito surf no The Legends

Rodrigo “Pedra” Dornelles após se sagrar campeão nas categorias. Foto: R.M PHOTOGRAPY

Tradição e muito surf marcaram a 1ª Etapa do Circuito The Legends

Competição aconteceu em Torres e contou com diversas atrações durante o evento

O final de semana ensolarado e de perfeitas condições renderam boas ondas para os participantes da 1ª Etapa do Circuito The Legends, que aconteceu nos dias 20 e 21 de fevereiro na Praia dos Molhes, em Torres/RS. Com 103 atletas inscritos distribuídos nas categorias Master (a partir de 35 anos), Gran Master (a partir de 40 anos), Kahuna (a partir de 45 anos), Gran Kahuna (a partir de 50 anos) e Legends (a partir de 55 anos), a etapa contou com mais de 1.000 ondas surfadas em 49 baterias.

Com a data alterada duas vezes, a empolgação dos competidores e dos produtores do evento tiveram, além de muito surf, homenagens feitas a grandes lendas do esporte local. A etapa também contou com o plano de gestão socioambiental com o objetivo de conscientizar e minimizar os impactos ambientais que o evento poderia causar.

Publicidade

Levando em consideração o atual momento de combate à pandemia do Covid-19, foi elaborado um plano de ação com medição de temperatura, higienização das áreas e mãos, utilização de álcool 70%, máscara, distanciamento social, ventilação dos ambientes e higienização das lycras com sabão biodegradável.

O evento foi uma realização da Associação de Surf de Porto Alegre (ASPOA) e Swell Eventos com patrocínio da Dado Bier e Vida Marinha, financiamento do Pró-Esporte RS/LIE, Secretaria de Estado do Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Homenagem às lendas de Torres

Atleta de Laguna Rafael Becker entrevistado pelo bicampeão brasileiro, Saulo Lyra. Foto: R.M PHOTOGRAPY

Palco do desenvolvimento de grandes surfistas, Torres tem tradição e uma vasta história no esporte. A mais famosa praia do litoral gaúcho ganha o destaque devido ao seu recorte costeiro e a maior variedade na formação das ondas. Durante a etapa foram resgatados acontecimentos e homenagens a importantes nomes lendários que ajudaram a evoluir o esporte na região.

Um dos prestigiados foi Filipe Raupp, um dos fundadores da Associação de Surf de Torres (AST), e que há mais de 30 anos trabalha para estimular o esporte. “Eu venho desde os anos 80 me aprimorando para ser professor, ajudando as pessoas! A associação local é incrível porque a gente começou a fomentar o surf com competições que não aconteciam. Eu como atleta, sentia falta de competição e a evolução só vem com a competição, então criamos o Circuito interno. Com dez, onze etapas por ano, saíram vários talentos: a família Dornelles, Cupim, eu, e mais outros. A gente aprendeu a competir e criou muita moral na cidade. Temos que botar o surf pra cima, essa energia do Brasil não para e a gente ainda vai ter muito surf por aí!”, relata o professor que exaltou também os títulos mundiais e os recordes conquistados pelos atletas brasileiros nos últimos anos.

A etapa também levou emoção para os competidores locais. “Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida, valeu a pena estar batalhando todo esse tempo no surf. Muito obrigado a todos!”, comentou Delei Martins, Surfista Legend, que recordou o início de sua trajetória no esporte. Além deles, também foram homenageados os atletas Cristiano Rosa, Alexandre Menezes e Aleixo “Kuio”.

Outro grande nome que recebeu a reverência foi o atleta Saulo Lyra, bicampeão brasileiro e um dos principais incentivadores para acontecer o Circuito Legends.

Lendas dentro d’água

As perfeitas condições climáticas ajudaram a tornar a primeira etapa memorável aos participantes. Água quente e limpa, dias de sol e pouco vento, ondas com formação de tubos e até dois metros de face caracterizaram as baterias muito disputadas entre os atletas.

O grande nome local, Rodrigo “Pedra” Dornelles, foi o destaque da competição e levou o título de campeão em duas categorias: Gran Master e Kahuna. “Surf é demais! O campeonato tá de parabéns por reunir toda essa galera, a sensação é a melhor possível!”, comemorou o atleta que também teve a maior nota, tirando um 9.5.

Jojo de Olivença foi o campeão pela categoria Gran Kahuna. O bicampeão brasileiro, Saulo Lyra, conquistou a competição pela categoria Legends, a categoria mais importante deste Circuito, que possibilita a competição para atletas de mais de 55 anos.

A maior soma de notas do campeonato foi para Márcio Leal, pela categoria Gran Master. Pela Master, o grande vencedor foi o paranaense Jihad Khodr, um dos principais atletas brasileiros das outras gerações. Confira os resultados finais:

Categoria Legends

1º Saulo Lyra (9.07)

2º Carlos Knoll (7.74)

3º Dado Bier (4.73)

4º Josué Rezende (4.60)

Categoria Master

1º Jihad Khodr (14.50)

2º Jeferson Duarte (11.07)

3º Raphael Becker (10.10)

4º Rodrigo Viudes (8.07)

Categoria Gran Master

1º Rodrigo Dornelles (14.33)

2º André Zanini (13.00)

3º Raphael Becker (9.50)

4º Adriano Lemos (7.83)

Categoria Kahuna

1º Rodrigo Dornelles (15.50)

2º Roni Ronaldo (12.83)

3º Jojo de Olivença (8.10)

4º Rodrigo Viudes (8.07)

Categoria Gran Kahuna

1º Jojo de Olivença (15.33)

2º Fábio Gouveia (12.76)

3º Roni Ronaldo (11.67)

4º Cardoso Júnior (6.77)

A etapa final do Circuito 2020 está programada para acontecer nos dias 27 e 28 de fevereiro, nas praias de Itajaí, Santa Catarina. O atraso na competição, fez com que os idealizadores do evento aumentassem as datas para a próxima edição tornando uma competição nacional. O Circuito The Legends 2021 será distribuído em 5 etapas em 5 estados brasileiros.

Fotos: R.M Photography (galeria em anexo)

Galeria de Imagens