A vitória de Nayson

Nayson Costa e o beijo da superação. Foto Lima Jr.
Nayson Costa, o paraense voador

De virada, o paraense voador Nayson Costa vence Ian Gouveia SC (2) Wesley Dantas SP (3) e Samuel Igo PB (4) a bateria final da segunda etapa do Circuito profissional da CBSurf que aconteceu na praia da Taíba, município de São Gonçalo do Amarante, Ceará, embolsando a quantia de R$ 12 mil reais de prêmio, e mil pontos no ranking profissional da CBSurf.

Um dia histórico para o esporte Surf do Estado do Pará, Nayson Costa torna- se o primeiro atleta paraense a ganhar uma etapa do circuito brasileiro de surf profissional da CBSurf, entidade máxima que rege este esporte. Com o resultado o atleta sobe para a quinta (5ª) posição no ranking, e novamente escreve outro importante e inédito capítulo na história do surf paraense, e se tudo conspirar a favor do garoto do município de Salinópolis, deveremos ver Nayson brigando pelas primeiras colocações do ranking na terceira etapa em solo baiano.
Estava Escrito

Um pequeno resumo dos confrontos:

O paraense iniciou sua performance na competição logo na primeira bateria do round 1, e conseguiu avançar em primeiro lugar, levando Alan Donato PE (2) na cola- Abre aspas: Nayson enfrentou novamente Donato no Round 3, e apenas 0,55 décimos fizeram a diferença entrem os dois a favor do paraense –  iniciando ali mesmo sua trajetória ao tão sonhado título, e indo aos poucos ganhando a simpatia do público presente, o que é de suma importância para um atleta. No round 2 manteve o foco e rendeu um 4.80 e um 6.60 para superar nada mais nada menos que o Wigolly Dantas SP (ex WT) e avançar em segundo, com Kim Matheus SP superando Nayson por 0,20 décimos e avançando junto em primeiro. No round 3, Nayson pegou pela frente o mais novo dos Dantas e um dos sérios candidatos ao título, Wesley Dantas SP, sempre com um repertório de manobras aéreas seja em qualquer condição, fez o dever de casa avançando em primeiro, mas com o paraense ali do lado só de ‘tocaia’.

Ian Gouveia
O pesadelo das quartas
Publicidade

Chegar nas quartas e não avançar é como ir em um aniversário e não provar do bolo. Quem se classifica esta garantido nas semifinais, o que já é um bom resultado em esportes individuais e rende status e ótimos pontos no ranking, quem perde literalmente “morre na praia”, sai despercebido da grande mídia e com gostinho amargo na boca.

… o pesadelo das quartas, foi justamente neste momento que a estrela do paraense começou a brilhar mais forte, e com médias 6,0 e 6,50 superou o cearense e atual campeão brasileiro profissional da CBSurf Arthur Silva e o pernambucano Luel Felipe, se classificando junto com outro guerreiro do surf competição, o ‘índio também voador’ Elivelton Santos da Paraíba.

Nayson Costa

Surf de campeão

Na semifinal Nayson fez duas notas altas e uma das melhores somatórias até então, totalizando 15,0 pts cravados, somando um 7,0 e 8,0 respectivamente, e assim alcançando uma vaga na finalíssima após três dias de embates memoráveis. Samuel Igo passou em segundo, com Thiago Silva PE e Caio Costa SP parando na penúltima fase.

O azarão da Final

Com uma final de monstros consagrados na mídia brasileira e até mundial, o nome de Nayson Costa na última e mais importante bateria do dia era ao mesmo tempo curioso, inimaginável até o começo da competição (exceto para os paraenses, é claro) e também incrível, pois o atleta com parcos recursos conseguido em meio a familiares e amigos para as passagens, chegou sem prancha para competir, conseguindo uma emprestada na praia, e com pouco dinheiro para se manter em um evento bem distante de sua casa, iria pegar na chave final os atletas renomados do surf brasileiro: Ian Gouveia, Wesley Dantas e Samuel Igo, três atletas do mais alto nível de surf mundial da atualidade e que estão com suas carreiras direcionadas para o profissionalismo.

A estrela do garoto brilhou, brilhou, … e brilhou mesmo foi com a média 8,0 em sua última onda para somar 13,60, e superar Ian Gouveia (ex CT) por 0,10 décimos, sagrando- se dono do maior e mais importante título alcançado por um jovem surfista do Pará, nascido em um pequeno e distante município banhado pelo Atlântico denominado de Salinópolis.

“Parabéns Nayson Costa campeão brasileiro de surf profissional do Maresia CBSurf Pro Tour 2020- Etapa 2…a Bahia vos aguarda ansiosamente”
Nayson Costa
Amélio Júnior e Nayson Costa

O Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour 2020 conta com o Patrocínio do Governo do Estado do Ceará. Apoio: Governo de São Gonçalo do Amarante, Revista Beach Show, Orbe Telecom, Pousada Taíba Inn, Pousada da Taíba e Pousada Arco Mundial. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Top 16 Marketing Esportivo e CBSurf.

A vitória da superação 

O inédito e surpreendente feito do atleta Nayson Costa- pela forma como aconteceu- empolgou e comoveu muitos que estavam na praia, e até mesmo os que acompanhavam a competição ao vivo pela internet, e uma série de depoimentos foram publicados nas redes sociais.

O âncora da conceituada revista de surf brasileira Beach Show @mardoniopaz explanou:

Único atleta do norte do país que foi para o campeonato, pela vaquinha que fez com amigos e familiares, e também surfou todo o campeonato com uma prancha emprestada. No país das desigualdades, Nayson, sem prancha própria, detonou as ondas e venceu atletas renomados, passou pela arrebentação de patrocinadores, ex- membros da elite da @wsl e atletas que, bem diferente dele, recebem patrocínio de pranchas todos os meses. O talento e a persistência de Nayson Costa superou a estrutura, a grana (suporte) e a normalidade, e virou um campeão no surf e na vida. – completou Mardônio Paz.

O SurfeNordeste Reginaldo Galvão escreveu em letras garrafais em sua ‘timeline’ do Facebook:

SEXTOU COM A VITÓRIA DO “SEM PRANCHA”. NAYSON COSTA VIRA NO ÚLTIMO SEGUNDO E VENCE NA TAÍBA. 

Sextou, com certeza a vitória do paraense Nayson Costa, que foi competir sem prancha e acabou faturando a segunda etapa do circuito CBSURF PRO TOUR, foi realmente incrível. O nível foi muito alto, com baterias épicas, viradas e momentos de vitória sem imaginar que aconteceriam. Muito bom o Ceará poder sediar essa importante etapa depois de uma ano difícil com a pandemia- Concluiu Galvão.
Adalvo Argolo e Ian Gouveia
Pódio da categoria profissional.

3ª Etapa do CBSurf Pro Tour 2020

A Praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas, município da região metropolitana de Salvador, Bahia, sediará a 3ª e decisiva etapa do CBSurf Pro Tour 2020. As inscrições já estão abertas e a taxa é de R$ 300,00, e o período de inscrições vai até o dia 11 de dezembro, às 18 horas, podendo ser encerrado antes, caso o limite de atletas seja alcançado, com a inscrição agora sendo feita de forma on-line. R$ 80 mil reais estão na mesa e o prêmio é dividida igualmente entre as duas categorias: Masculino Pro e Feminina Pro.
Resultado da etapa

1 lugar @naysoncostaoficial (PA) 13.60 pts
2 lugar @iangouveia (SC) 13.50 pts
3 lugar @weslleydantas1 (SP) 9.45 pts
4 lugar @samuel_igo (PB) 9.25 pts

Fotos Lima Jr. e Jocildo Andrade/ Comunicando Surf 

Por Denys Sarmanho / craud.com.br